O tradutor e a interpretação de textos

Tradutor PRECISA entender o que lê. Parece óbvio, básico, mas o que vejo por aí diariamente mostra que não é bem assim.

Entender o texto que vai traduzir deveria ser o primeiro passo da tradução, certo? Eu, no meu entender prático, sem citar nenhum teórico (até porque eu não fiz faculdade de letras nem de tradução), diria que sim. Só que todos os dias aparece em listas de tradução ou comunidades do Orkut alguém procurando tradutores para algum projeto e dando instruções simples, como por exemplo “Envie CV e preço para xxx@gmail.com”. Logo depois aparecem pelo menos dois ou três colegas enviando resposta para a lista/comunidade. Alguns se desculpam em seguida, dizendo que enviaram por engano. Mas outros, especialmente no orkut, que não permite a desculpa de “cliquei no botão errado e enviei email para a lista”, simplesmente ignoraram ou não entenderam as instruções do possível cliente.

Esses colegas podem nem perceber, mas estão em desvantagens com relação aos que seguiram as instruções e mandaram o CV para o endereço indicado.

Cada projeto que recebemos vem com uma série de instruções (alguns com mais instruções do que texto para traduzir) que PRECISAM ser seguidas. Quem, em sã consciência, vai entregar um projeto com uma série de instruções detalhadas para quem não é sequer capaz de mandar um CV para o endereço certo?

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

2 respostas para O tradutor e a interpretação de textos

  1. Temos um colega que afirma ser essa a primeira peneira. Quando posta uma oferta de trabalho dizendo “resposta para fulano@gmail.com“, só considera as respostas enviadas para o endereço correto, partindo do pressuposto de que, se o sujeito não é capaz de entender uma instrução simples como essa, como vai conseguir entender o texto a ser traduzido?

    É a primeira peneira, porque os que passam por ela ainda têm que passar por outras.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *