Outro uso para o arquivo bilíngue do memoQ

Cliente manda vários arquivos para revisão. Em formato .ttx, para ser aberto no TagEditor. Ele não pede relatório das correções, mas como demonstrar as alterações feitas? Depois de queimar um pouco as pestanas, acho que consegui uma boa solução.

Criei um projeto no memoQ com os arquivos ttx traduzidos. Depois, exportei cada um como documento bilíngue usando Export bilingual > Two-column RTF.

Depois de revisar os arquivos no Word com Track changes (Controlar alterações) ativado, reimportei no memoQ. Mandei os arquivos .rtf para o cliente junto com os .ttx, assim ele pode ver exatamente o que alterei no texto.

2 respostas para “Outro uso para o arquivo bilíngue do memoQ”

  1. Val, parabéns pelo bom site!
    Gostei desta dica. Mas como você faz quando o texto tem muita repetição? Trabalhando direto no Word você não tira proveito da auto-propagação do memoQ. Algum workaround?

    1. Foi exatamente o caso daquele projeto, Marcos, descobri depois. Desde então estou para escrever o passo a passo da solução que encontrei (e que funcionou muito bem), mas não tenho tido tempo. Vou tentar amanhã ou segunda, ok?

      Obrigada pela visita e pelos comentários, e volte sempre! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.