iPad, e-book reader (qual?), Dell Inspiron… ó, dúvida cruel!

Faz tempo que eu quero comprar um leitor de e-books. Tenho muitos textos em PDF e em outros formatos, mas ler no computador não é a coisa mais agradável do mundo. Já bastam as muitas horas que preciso passar em frente ao monitor, trabalhando.
Gosto muito do modelo da Sony, mas inicialmente havia só um modelo e o preço não era muito animador: 300 dólares. Este, aliás, era o preço de praticamente todos os leitores que vieram logo depois. Meu bolso se recusava a pagar, minha cabeça procurava motivos para [não] comprar.

O Kindle nunca me animou muito, mesmo depois da queda do preço, por causa daquela história de precisar mandar os arquivos em formato não-nativo por email para que fossem convertidos e devolvidos. Big Brother demais para o meu gosto.

Outro ponto negativo comum a todos os leitores é a falta de cores – pelo menos no monitor. Pensar em ler um livro ilustrado, seja ele qual for, em tons de cinza [não importa de forem zilhões de tons] não é lá muito animador.

Então chega a Apple e lança o iPad. Lindo, com tela sensível ao toque, colorido… e caro! Sim, ele pode rodar vários outros aplicativos. Sim, ele é mais leve que um computador. Mas ainda não é um computador, não tenho como trabalhar nele. É um dispositivo caro, com muitas funções, mas muitas dessas funções me são inúteis profissionalmente.

Semana passada, graças à colega Ieda Bispo, coloquei as mãos em um iPad. Nem preciso dizer que fiquei babando! Mas, infelizmente, ainda tem a questão do preço…

Para aumentar ainda mais minha indecisão, ontem vi o anúncio do Inspiron Duo, da Dell. Tem as mesmas vantagens do iPad, mais um diferencial único: vira um netbook! Ou seja, seria possível trabalhar nele, além de ler livros e jornais, ler e mandar emails e postar no Twitter. Falta só saber o preço do “brinquedo”, ainda não anunciado. Dizem que vai ser lançado até o fim do ano. A ver.

Resumo da ópera: o que é mais vantajoso, comprar um leitor dedicado, mais barato e sem possibilidade de ler em cores, ou comprar um aparelho mais completo, com mais funções, colorido e… bem mais caro?

Dúvidas, dúvidas, dúvidas…

Tags , , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

7 respostas para iPad, e-book reader (qual?), Dell Inspiron… ó, dúvida cruel!

  1. Pingback:Nook color, o novo e-reader do mercado | Tradução via Val

  2. Michel Teixeira diz:

    Vi a notícia sobre o Inspiron Duo e fiquei babando. Eu, se fosse você, esperava por essa fofura.

  3. Cecilia diz:

    Sim, qual? Estou mais inclinada a comprar um e-reader (por ser menorzinho e, assim, mais prático para fins só de leitura) e um netbook e usar cada um para sua função, mas não é uma decisão definitiva (também já tive um iPad nas mãos nos EUA e é mesmo lindinho).

  4. Julia Aidar diz:

    Ai, estou com esta exata dúvida cruel no momento, mas é para um presente para o marido. Porque para mim eu já sei que quero o iPad, hehe, pq me serviria para viajar a trabalho e interpretar eventos, ver as apresentações, acompanhar os emails, etc. Só que como o precinho é sarrgado, vai ficar para o ano que vem, este ano é só o do maridão (mas qual, qual?!).

    • Sem dúvida o iPad é mais útil na cabine que na tradução escrita – que é o meu caso. Se for comprar só leitor, ainda ficaria com o da Sony. Ou um que estão lançando agora, com tecnologia e-ink e tela flexível. Sim, parece que é dobrável! A Ana Luiza encomendou um na pré-venda, mas ainda não entregaram. Estou esperando ansiosamente a opinião dela, assim que chegar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *