Como conseguir os vale-compras para usar na AppStore americana

Eu já comentei aqui que é possível abrir uma conta na AppStore do iTunes americana com um vale-compras (gift card) para driblar a exigência do cartão de crédito emitido na terra do Tio Sam. Mas, para conseguir o cartão, era preciso pedir para alguém comprar e trazer, ou comprar pela internet e mandar entregar na casa de algum conhecido que more por lá.

Agora, ao que parece, é possível comprar uma versão digital do cartão na Best Buy e receber o código de ativação por e-mail. Muito mais simples! As instruções estão no post da Mac Magazine.

Como preencher e assinar um formulário em PDF no iPad e iPhone

Não é mais preciso (finalmente!) imprimir um contrato ou formulário inteiro só para preencher uns poucos campos, assinar, escanear e enviar por email. Convenhamos, desperdício de papel e tinta, que até pouco tempo era inevitável.

Mas agora, depois dos dispositivos touch screen, temos como contornar esse inconveniente, se é que se pode chamar assim. Eu uso o neu.Annotate, que já indiquei no post sobre os aplicativos gratuitos para iPad.

Antes de mais nada, envie o PDF para o iPad. Se o arquivo não estiver em PDF, basta criar um. Nos aplicativos do Office, mande “Salvar como” PDF. No Mac, Imprimir>PDF>Salvar como PDF.

Você pode transferir o arquivo para o iPad via iTunes ou como anexo de email, mas acho o Dropbox mais prático – supondo que tenha uma conta e ele esteja instalado no iPad, claro. Se não tiver uma conta, vale a pena abrir uma.

Vou abordar aqui duas situações: quando o arquivo PDF chega por email e é aberto diretamente no iPad, e quando é recebido/criado no computador e transferido para o iPad pelo Dropbox.

1. PDF chega por email

Toque no anexo para abri-lo. Quando o PDF for exibido, toque para exibir o menu superior.

Toque no ícone da extrema direita para abrir o menu de exportação.

Escolha Open in neu.Annotate.

O PDF será mandado para a galeria do neu.Annotate.

2. Transferência pelo Dropbox

Abra o app do Dropbox.

Navegue até a pasta onde está o PDF e clique no arquivo.

Clique no ícone de exportação, à direita. Selecione neu.Annotate.

O PDF será mandado para a galeria do neu.Annotate.

 

A partir daqui, o procedimento é o mesmo nos dois casos.

Na galeria (tela inicial) do neu.Annotate, toque no arquivo que deseja abrir.

Toque no ícone T da barra de ferramentas. Na janela, digite o texto desejado.

Toque no corpo do PDF para fechar a janela. O texto digitado aparecerá selecionado.

Toque nos “círculos duplos” (superior direito e inferior esquerdo) para ajustar o tamanho do texto ao espaço disponível. Arraste até a área desejada do PDF. Vale um zoom no PDF (com movimento de “pinça”) para facilitar.

Para assinar, use o zoom para que a assinatura fique com tamanho proporcional ao espaço disponível e ao texto ao redor.

Toque no ícone de caneta, na cor desejada.

Usando um stylus próprio, rubrique/assine o documento.

No fim, este é o documento preenchido e assinado:

 

Para exportar o arquivo, toque no ícone da direita. No menu, escolha Mail as PDF se quiser enviar por email, Open in > Dropbox para mandar para o Dropbox ou Send to iTunes para usar o iTunes como meio de transferência.

 

Tanto o neu.Annotate quanto o Dropbox também estão disponíveis para iPhone e iPod Touch.

29 Aplicativos gratuitos e imperdíveis para o iPad

Depois de um longo e tenebroso inverno (ou deveria dizer um longo e abafado verão?) consegui compilar uma lista dos aplicativos gratuitos que mais gostei até agora no iPad.

Da AppStore brasileira:

Brasil 247 – jornal brasileiro para iPad, com duas edições diárias;

Dropbox – versão mobile, sincroniza normalmente com a conta;

Flipboard – agrega contas e listas de Twitter e Facebook e apresenta em formato de revista;

Guia Prático da Nova Ortografia Michaelis – traz as regras do NOA;

Kindle – emulador do Kindle;

Hootsuite – agrega Twitter, Facebook e LinkedIn. Na versão mobile pode-se usar várias contas gratuitamente;

iBooks – semelhante ao Kindle, também abre arquivos pdf. Meu app preferido para este tipo de arquivo;

Idea Sketch – app muito bom para mind mapping;

MobileRSS – “puxa” os feeds do Google Reader. Fácil de usar e bastante eficiente, mesmo com muitos feeds registrados (que é o meu caso);

Paypal – com esse app é possível consultar sua conta do Paypal. A única desvantagem que vi, até agora, é não poder fazer saques, ou seja, transferir para conta bancária ou cartão de crédito;

remoteMouse – transforma o iPad em um trackpad/teclado virtual para o computador. Funciona com máquinas Mac e Windows;

Skype

WordPress – app para postagens no WordPress. Não tem todos os recursos e não é compatível com todos os plugins da versão web, mas é bem eficiente;

WordWeb – dicionário (inglês);

Estes outros aplicativos eu baixei da loja americana, então não sei dizer se estão disponíveis na loja brasileira:

Adobe Photoshop Express – para retoques e efeitos em imagens;

Advanced English Dictionary and Thesaurus

Calculator Pro – calculadora científica;

Convert Units – conversor de unidades;

Currency Convert – conversor de moedas, segue a cotação do Yahoo! Finance;

Dicionário Priberam da Língua Portuguesa – dicionário para iPhone, mas funciona bem no iPad;

Dictionary.com – dicionário (inglês);

Echofon – cliente para Twitter muito bom, especialmente para quem usa apenas uma conta;

Evernote – sincroniza notas, links e fotos com o Evernote do computador e/ou celular. Já não vivo mais sem ele;

HT-12C – calculadora financeira;

Na ponta da língua – dicionário “de viagem” da Reader’s Digest. Inglês, francês, alemão, italiano e espanhol;

neu.Annotate PDF – para ler e anotar PDFs (obrigada pela lembrança, Thays!)

TED – acesso aos vídeos do TED;

WorldMate – assistente para viagens;

Zite – revista personalizada, com seleção dos assuntos de interesse.

 

Reparou que não incluí na lista nenhum app para arquivos do Office? Ainda não achei nenhum que me agrade, mesmo entre os pagos. O controle de alterações, função essencial para revisão, não existe em nenhum dos aplicativos, nem no Google Docs. Ou seja, por enquanto é mesmo difícil abandonar o computador e trabalhar só no iPad. Pelo menos para nós, tradutores. Mas os apps que listei já me permitem ficar algumas horas a menos na frente do computador todos os dias.

iPad, finalmente

Eu disse que preferia o Nook para leitura de e-books, certo? Pois acabei ganhando um iPad no Natal. Eu é que não vou reclamar do presente! Mas vou, certamente, me unir à turba dos insatisfeitos com a App Store Brasil. Quantidade ridícula de aplicativos, em comparação com as lojas dos EUA e Inglaterra, por exemplo. E pior, não podemos abrir conta na App Store EUA, mesmo com cartão de crédito internacional.

Aparentemente, a única forma de contornar essa restrição é com um vale-compras, que pode ser adquirido nos Estados Unidos ou aqui, em sites como o Mercado Livre. Comprados aqui, pode considerar um certo ágio no valor do vale. O vale-compras pode ser de qualquer valor. Salvo engano, o valor mínimo é de USD 10. Ele pode ser comprado online, pago com cartão de crédito e entregue em um endereço nos Estados Unidos. Depois de entregue, tudo o que você precisa para abrir a conta é o código que vem gravado no vale. Além de um endereço e um telefone nos Estados Unidos, claro.

Enquanto o vale-compras não chega, pode instalar os aplicativos que quiser no iPad pela loja brasileira. Nada se perde depois, quando migrar para a outra loja.

Trocar a App Store é fácil: no iTunes, clique em Store > View My Account (ou o equivalente em PT). Depois, no primeiro quadro, mude “país ou região” e em seguida informe o código do vale-compras.

Por segurança, aconselho conectar o iPad ao computador e esperar o backup antes de trocar a loja.

O post sobre aplicativos está no forno. Aguardem o próximo capítulo.

Captura de tela no iPad/iPhone

O iPad e o iPhone também permitem captura de tela: basta manter apertado o botão de liga/desliga (no canto superior direito do aparelho) e apertar rapidamente o botão Home. A tela pisca, como um flash de câmera fotográfica, e pronto. Pode procurar a imagem em Photos/Saved photos.

Para cortar/editar a imagem, experimente o Photoshop Express (gratuito).