Mobilidade

A tecnologia cada vez mais permite que nós, tradutores, possamos levar nosso escritório a qualquer lugar. Com um laptop e um modem 3G, por exemplo, podemos viajar sem precisar, necessariamente, parar de trabalhar. Um smartphone também pode resolver muita coisa: além do celular em si, permite ficar “online” com email e IM (mensagens instantâneas).

Eu costumava usar um Blackberry Pearl, que ainda considero muito bom. Troquei recentemente por um Nokia E71, unicamente porque queria conexão 3G, que poucos Blackberry suportam (sem contar que o plano de dados EDGE para o Blackberry é mais caro que o 3G que uso hoje).

Os aplicativos que tenho instalados no E71 são:

Nokia Messaging: aplicativo de email da Nokia, com push. O recurso “push” faz com que os emails sejam enviados para o celular assim que chegam no servidor. Eu tenho um endereço de email do Gmail exclusivo para o celular. Encaminho as mensagens dos outros endereços de email (particular, de trabalho, de listas de discussão) para este, filtrando as mensagens que não me interessa receber no celular. Os emails das listas de discussão, por exemplo, eu só recebo se a mensagem estiver mencionando meu nome ou email. Assim recebo no celular só mensagens que considero relevantes e não consumo muito da franquia do plano de dados com mensagens inúteis.

Fring: acessa sua conta de Skype, MSN, ICQ, Google Talk e vários outros IMs através da conexão 3G ou wifi. Permite, inclusive, chamadas de voz do Skype com qualidade bem aceitável. Depende, obviamente, da qualidade da conexão no local. Funciona em iPhone e smartphones com sistema operacional Symbian.

Twibble: aplicativo para Twitter. Testei outros, mas este me pareceu o mais prático para se usar. Para todos os celulares com Java.

Google Maps: versão móvel do Google Maps, com as mesmas funcões da versão desktop. Se for usado em conjunto com GPS (caso o smartphone tenha o recurso instalado), a precisão é de 20 metros. Sem o GPS, em torno de 600 metros. Mesmo assim, é muitíssimo útil. Versões para todos os smartphones.

Mobipocket Reader: Leitor de ebooks. Muitos ebooks gratuitos para downloads, ainda mais para compra, além da opção de converter docs ou pdfs para leitura no celular. Para as conversões, precisa do aplicativo desktop (só para Windows). Disponível para todos os smartphones.

Upvise: aplicativo que reúne agregador de feeds rss, lista de compras, gerenciador de contatos e de anotações. Como os dados ficam armazenados no servidor deles e eu sou assumidamente paranoica com segurança e privacidade, uso só a lista de compras – que é excelente. Versões para todos os smartphones.

Nokia Contacts: IM da Nokia, no mesmo estilo do Blackberry Messenger.

Wefi: aplicativo que verifica as redes wifi ativas no local. Informa se são abertas ou se precisam de senha e, se desejado, se conecta. Para Windows Mobile, Symbian e Android.

Existem vários outros aplicativos para Symbian no site da Nokia e em vários outros sites espalhados por aí. Um que me disseram ser confiável e que tem MUITA coisa, para todos os gostos e necessidades, é o GetJar.

O E71 vem com o QuickOffice instalado para abrir, criar e editar planilhas, apresentações e documentos de texto. O Adobe Reader e um compactador/descompactador de arquivos também vêm pré-instalados. Assim, teoricamente, o smartphone poderia ser usado até para traduzir arquivos pré-segmentados no Trados ou Wordfast, por exemplo. Digo teoricamente, para algum caso de emergência ou alteração pequena, porque trabalhar em tela e teclado minúsculos não é exatamente a opção mais confortável disponível.

Uma possibilidade que ainda não explorei como deveria é usar o smartphone como modem 3G para o laptop. Aparentemente o Nokia PC Suite, que vem com o celular, tem esta função. Como uso principalmente o Mac, não consigo usar desta forma. Vou testar em um laptop com Windows XP nos próximos dias, além de procurar uma opção para o Mac. Sei que existe, mas ainda não fui atrás. Também está na lista de coisas a fazer no futuro próximo, porque vai ser uma “conexão backup”, caso minha conexão principal tenha algum problema. Este foi, aliás, um dos motivos que me fez trocar para o 3G.

Por ora chega, porque este post já está maior do que eu imaginava. Volto ao assunto quando descobrir alguma novidade ou conseguir ativar o smartphone-modem.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Uma resposta para Mobilidade

  1. Bete Köninger diz:

    Val, nem sempre eu deixo um comentário aqui, mas sempre descubro alguma coisa interresante quando visito teu blog. Eu tenho um Nokia E90 e ainda não uso nem metade do que ele permite. Teu artigo me animou.
    Abraço e parabéns pelo blog, muito bom!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *