(Português) Vou usar o plugin do GT no memoQ e o cliente nem vai saber…

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Lamento acabar com sua ilusão, mas o cliente tem como saber, sim. Acabei de perceber isso revisando um projeto no servidor. No meu caso não tem problema nenhum, mas alguns clientes proíbem (em contrato, inclusive) que o tradutor use o Google Tradutor nos projetos.

Na aba “Review” do painel de visualização (uso o memoQ 2013 R2) aparece a origem de cada segmento. Se ele veio da TM secundária do projeto (no caso, uma TM local minha), pode aparecer algo assim:

Screenshot 2014-03-12 17.07.09

Se o segmento vier do plugin do GT, aparece:

Screenshot 2014-03-12 17.02.46

Portanto, olho vivo quando trabalhar em servidor! Não sei se a TM exportada leva essa informação, mas não me surpreenderia.

2 Replies to “(Português) Vou usar o plugin do GT no memoQ e o cliente nem vai saber…”

  1. Que o memoQ é bem superior ao Wordfast ninguém duvida. Mas aqui o Wordfast ganha um ponto. No desenvolvimento do recurso de MT foi pedido ao Yves que eliminasse qualquer tipo de identificação e ele atendeu. No Classic isso é padrão. No Pro é preciso marcar a opção “Remove MT score from score column when segment is edited”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.