(Português) Mais uma opção de armazenamento “na nuvem”: Amazon Cloud Drive

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Acabei de ler sobre o lançamento do Amazon Cloud Drive. No plano gratuito, 5 GB de armazenamento. Nos planos pagos, opções com 20, 50, 100, 200 GB e 1 TB, todos custando US$ 1,00/GB/ano.

O espaço do plano gratuito é bem maior que o do Dropbox, por exemplo, mas não conta (pelo menos ainda) com sincronização de arquivos. Para quem faz backup online, como eu, é definitivamente um ponto negativo. Também não parece ter recurso de compartilhamento de pastas. Ainda assim, pode ser uma alternativa interessante em determinados casos.

O acesso por dispositivos móveis ainda parece restrito. Consegui acessar facilmente pelo Safari do iPad, mas não pelo E71. Tentei com o navegador padrão e pelo Opera Mini, mas nenhum dos dois abre a página com a árvore de pastas e arquivos.

A interface é bastante simples de usar:

 

O lançamento da Amazon me faz imaginar se os concorrentes vão aumentar a oferta de armazenamento gratuito. E não podemos esquecer as novidades no MobileMe prometidas para abril. Será que vai mesmo ser gratuito? Também já ouvi falar em US$ 20,00/ano. Agora é esperar e ver o que acontece.

Tagged , , , , . Bookmark the permalink.

3 Responses to (Português) Mais uma opção de armazenamento “na nuvem”: Amazon Cloud Drive

  1. Uso o SugarSync faz um tempão e estou super-satisfeito. O espaço de armazenamento free inicial (você pode ganhar mais espaço free) é similar. Tem sincronização de arquivos e compatibilidade com PC, Mac, iPhone, iPad, Android e BlackBerry.

    Olha o post que fiz falando dele e mostrando como criar uma conta gratuita, espero que ajude:

    http://cleversonsacramento.com/2010/05/15/faca-seu-backup-nas-nuvens/

  2. João Vicente says:

    Bom saber, Val. Quanto mais opções, melhor. Uma coisa que costumo fazer é copiar para um pen drive as pastas com os projetos em que estou trabalhando. Sempre que faço uma pausa, faço uma cópia. Assim, se der algum bode e, por exemplo, eu ficar sem acesso à “nuvem” e sem luz, tenho os arquivos à mão no pen drive e posso seguir trabalhando no laptop mesmo sem acesso à Internet. Tenho usado um Kingston Data Traveler II, que é pau pra toda obra. Dia desses, foi lavado na máquina de lavar, no bolso de uma bermuda, mas continua funcionando. Mas imagino que logo, logo vai enferrujar e já estou providenciando outro.

    • Val Ivonica says:

      Eu sou mestra em esquecer de fazer backup, JV. Exatamente por isso, deixo sempre alguma forma “automatizada” cuidar disso por mim: o Dropbox sincroniza continuamente e faço backup automático das pastas de trabalho no HD externo várias vezes ao dia com o Carbon Copy Cloner.
      Os pendrives Data Traveler são muito bons mesmo, tenho dois ou três aqui. Mas nenhum deles tomou banho até hoje!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *